Resenha - Ecos da Morte


Autor(a): Kimberly Derting
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 272
Avaliação: ☆ ☆ ☆ ☆ 

Violet Ambrose tem dois problemas – o dom mórbido e secreto que carrega desde a infância e Jay Heaton, seu melhor amigo, por quem está apaixonada. Aos dezesseis anos e confusa com os novos sentimentos em relação a Jay, ela começa a ficar cada vez mais incomodada com sua estranha habilidade – Violet encontra cadáveres. Desde pequena ela percebe os ecos que os mortos deixam neste mundo. Ruídos, cores, cheiros. Mas não todos, apenas os das vítimas de assassinato. Para ela, isso nunca foi um grande talento. Na maioria das vezes, tudo o que encontrava eram pássaros mortos, deixados para trás pelo gato da família. Mas, agora que um serial killer está aterrorizando a pequena cidade onde mora e os ecos das garotas assassinadas a perseguem dia e noite, Violet se dá conta de que talvez seja a única pessoa capaz de detê-lo. Em pouco tempo ela estará no rastro do assassino. E ele, no dela.


Minha Opinião:

  Aos 8 anos de idade Violet Ambrose encontra o primeiro cadáver de sua vida. Uma garotinha foi morta e enterrada perto do bosque de sua casa. O cadáver chamava Violet!
Em Ecos da morte somos apresentados à Violet, hoje uma adolescente de 16 anos que possuí a habilidade de sentir os Ecos da Morte, estes deixados através de cores, sabores e sons, nos corpos e nos assassinos. Esses ecos só são deixados quando a morte (é matada! Gente não resisti ao matada. kkk) é caudada por assassinato.
   Aos 16 anos Violet já se acostumou a este dom (maldição), ela tenta seguir sua vida normalmente. Ao seu lado sempre lhe servindo de apoio esta Jay, seu melhor amigo de infância, a quem no ultimo verão se transformou em um homem lindo, charmoso, gentil e muito protetor. E o inevitável acontece e ela se apaixona por seu melhor amigo.
Em um passeio com Jay, Violet descobre o segundo cadáver de sua vida, este sendo uma moça de basicamente sua idade. Um serial Killers está a solta, novas moças estão desaparecendo. E Violet sente que descobrir estes corpos, descobrir o assassino seja seu dever.
   A vida de Violet se transforma neste dilema, sofrer calada a paixão pelo amigo ou sair a busca do assassino para que se possa evitar que novas garotas sejam assassinadas.
   A narrativa é feita em terceira pessoa, porem é dividida entre capítulos pela visão de Violet e outros capítulos pela visão do assassino psicopata. Isto dando um toque de mestre em toda a obra.
   Ecos da Morte me surpreendeu de uma maneira maravilhosa  pois a autora soube dosar o toque sobrenatural, com o toque de romance. O que não falta também na história é ação e mistério. O desespero para descobrir quem é o assassino, o desespero para descobrir se Jay e Violet ficarão juntos, enfim o enredo é perfeito, a leitura é fácil e de uma leveza impressionante, você termina o livro em poucas horas, a curiosidade para saber o que vai acontecer não te deixa desgrudar dele um minuto.
  E no fim, esperemos o segundo volume: Desejos dos Mortos.

Não deixe de comentar ;)

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Nataly Nunes16/10/2012 21:01

    Sua resenha me surpreendeu. Não dava nada por esse livro...


    www.critiquinha.com

    ResponderExcluir
  2. Li o livro sem pretensões talvez seja por isso que a leitura me surpreendeu e me agradou.


    Obrigada pela visita ;)

    ResponderExcluir