Resenha - A Fada


Autor(a): Carolina Munhóz
Editora: Novo Século
Número de páginas: 224
Avaliação: ☆   ☆   ☆   


Jovens costumam ganhar presentes caros, viagens ou festas surpresas em aniversários de 18 anos. Melanie Aine ganhou o falecimento do pai, o abandono da mãe, uma estranha tatuagem e a descoberta de que não era humana. Como se tudo isso não bastasse, Melanie descobriu que faz parte de um mundo onde seres mágicos existem e que sua vida comum na enevoada Londres estava com os dias contados. Agora ela terá que remexer no passado de sua família para descobrir que tem uma missão que lhe foi designada, encontrando um legado com segredos inimagináveis. A única parte recompensadora dessa história parece vir do encontro com um bonito homem misterioso, oriundo de uma família de bruxos poderosos. No entanto, a relação dos dois caminha em uma linha tênue entre afeto e fúria. Um afeto que pode levá-la à transcendência e à vida eterna. Uma fúria que pode conduzi-la à morte e ao esquecimento.
Minha Opinião:

   Melanie Aine das Fadas ou simplesmente Mel, aos dezoito anos descobre que sua vida jamais será a mesma, pois enquanto uns ganhos presentes caros em seus aniversários, Mel ganhou uma estranha tatuagem, a morte do pai e o abandono de sua mãe e a descoberta de não ser uma simples ser humana. Mel é uma Fada, não uma fada comum, mais a princesa das Fadas, pois seu Pai era o poderoso rei de Fairyland (reino das fadas). Mel agora esta sozinha, e com a peso de uma missão para realizar.
   Em seu destino esta o lindo e enigmático Arthur, porem ele não é um reles humano, ele é filho de uma poderosa bruxa. Juntos eles vão descobrindo o significado de amar. Mel agora tem certeza que Arthur é sua missão, ama-lo. Porem apesar de todo lindo, Arthur tem um que de mistério, que só me deixava desconfiada, não de uma maneira boa, pelo contrario.
   A Fada me surpreendeu, é um livro magico, gostoso de ler, sua narrativa tem um quê de originalidade. Londres a cidade cenário do livro ficou muito viva para mim.
   O único ponto negativo do livro foi a falta de dialogo na narrativa, o livro é contato em primeira pessoa, pela própria Mel, e em todo o livro ficamos ciente somente de seus sentimentos e divagações. Senti que se tivessem mais diálogos o livro se tornaria melhor. Apesar de tudo a leitura foi super fluente, pois li o livro em poucas horas. 
   Vale lembrar que atualmente o livro será relançado pela Fantasy Casa da Palavra. A minha edição da editora Novo Século é muito bonita, além da capa ser um charme, há desenhos no decorrer do livro, desenhos que imitam perfeitamente uma obra a lápis. Eu gostei.
   Veja a nova capa:
Me digam preferem a capa antiga ou a nova? As duas são bonitas, mas acho que fico com a primeira ;P



Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Fran Borges14/11/2012 21:44

    Oi Gih, nunca li sobre esse universo de fadas e talvez essa seja uma boa opção para começar. A história parece muito interessante e essa magia que você pontuou parece nos envolver. Gostei mais da primeira capa também, chamou mais atenção. Parabéns pela resenha.

    Beijos Fran Borges

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Brigadão Fran!
    Gosto das Fadas e espero conferir outros livros deste universo.
    Bjs ;)

    ResponderExcluir