Resenha Nacional - Marcas Indeléveis

Autor(a): Ahtange Ferreira
Editora: Modo Editora
Número de páginas: 277
Avaliação: ☆ ☆ 

"Ame e o amor lhe levará por caminhos, veredas, canções e emoções errantes, inimagináveis, incompreensíveis aos olhos dos loucos que não conhecem a lucidez da loucura de amar...” Marcas Indeléveis é uma história baseada em fatos reais - amor, ódio, sexo, traição, violência doméstica, culpa e redenção. Esther vive uma trajetória de perdas e frustrações e parece não aprender com os próprios erros... Após várias tentativas frustradas ela desiste do amor até encontrá-lo de maneira inesperada e nunca antes sentida.
Minha Opinião:

  Marcas Indeléveis é um romance nacional, cedido pela editora parceira MODO.
   Bom, leitura concluída já há algumas horas, mas ainda me encontro analisando meus sentimentos em relação ao livro. De certo, classificado como romance, porém a esperança de encontrar algo leve, ou regado a amor e paixão, se encerra logo no inicio do livro. A obra a meu ver, não acontece de maneira progressiva como na maioria dos livros, é como se fosse à leitura de um diário, como a protagonista nos contanto sua história de vida.
   A história realmente começa quando Esther por volta por 11 anos, vinda de uma família pobre, tem a oportunidade de ir para uma cidade grande e mudar seu destino. Entretanto o que deveria se tornar a realização de um sonho se mostra um pesadelo. Ela é humilhada de diversas formas possíveis. Seu único consolo é o grande amigo, que logo se torna seu primeiro amor, Evilásio. Sua pouca felicidade se vai quando Evilásio é assassinado. Apesar da pouca idade, Esther sofre a terrível perda de um amor.

   De volta à cidade natal, Esther se torna uma jovem mulher muito bela, e pagaria caro por sua extrema beleza. Sua "formosura" desperta o interesse de um homem mais velho, seu professor, aquele que também lhe atrai. Marcos o professor, cai de amores pela linda Esther, mas infelizmente terá que viver uma vida dupla afinal não pode abandonar a esposa e filhos. Já gravida Esther descobre os segredos de Marcos, e seu sofrimento é longo, terrivelmente doloroso.  Não irei descrever aqui todas as decepções e frustrações de Esther com a vida, mas saiba que Marcos não foi o único a fazê-la, amar e sofrer.
   O Livro é feito de decepções, frustrações, enganações, traições, e muitas lagrimas, o sofrimento da protagonista é algo palpável, que nos faz sofrer junto com ela, e desejar um futuro melhor. E inevitavelmente sabemos que muitos sofrem diariamente com maridos, amantes, família, fome, enfim a vida. Mas devemos sim agradecer a Deus pela vida que nos temos, agradeço pelo marido que Deus me preparou, e por saber que enquanto uns são agraciados muitos ainda sofrem por chegar a sua vez de viver em harmonia, em paz. Pois vemos que Esther é uma sofredora nata que merece demais, a felicidade. Porque estou falando como se Esther não fosse uma mera personagem fictícia? O livro é baseado em fatos reais, agora, sinceramente não sei até que ponto algo é real ou fictício.
   Gostaria de parabenizar a editora MODO pela atenção em sua diagramação que Marcas Indeléveis recebeu, cada detalhe é lindo.
   Um ponto no livro que devo ressaltar que não me agradou muito, a escrita escolhida pela autora, pessoalmente, achei desnecessário palavras com tantas expressões formais, tais como: “Esta noite passarei contigo. Não recuse, insistirei. Apanho-te em duas horas. Amo-te! Sempre teu...”. Compreende? Este monte de “-te” por vezes achei desnecessário. E o final me pareceu um tanto fantasioso, mas enfim.
    É um bom livro, mas aviso-te(haha), não é nenhum romance meloso, cheio de alegria e leveza.  Leia com a certeza de encontrar algo mais denso, maduro, como a vida por vezes propõem.

Não deixe de Comentar! ;)
Grande Beij0♥



Comentários
14 Comentários

14 comentários:

  1. DAYANA ARAÚJO18/02/2013 09:54

    Gosto de livros que deixam uam mesagem ;D


    GOSTEII

    ResponderExcluir
  2. Caramba!
    Fazia dias que eu não lia uma resenha qu em desse uma vontade maluca de correr e comprar o livro!
    poxa só pela resenha já me emocionei, realmente deve ser um livro marcante!
    Parabens pela resenha :)
    Vou procurar para comprar já! rs
    beijoo!

    ResponderExcluir
  3. Ahtange Ferreira19/02/2013 11:04

    Olá Gih, linda sua resenha fico feliz em saber que a história te tocou.
    Essa é a proposta e objetivo do projeto despertar no outro a empatia e principalmente, te permitir almenos por um momento sentir a dor do outro.
    Obrigada pelo carinho, gostei realmente.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Lhaisa Andria19/02/2013 11:27

    Na lista para próximas aquisições xD

    ResponderExcluir
  5. Pois é, o próprio título já anuncia o conteúdo, capturado pela resenhista com muita habilidade. Parabéns pela resenha e pelo trabalho que desenvolve. À autora, parabenizo mais uma vez pela obra, que continua arrancando elogios.
    J.C.Hesse

    ResponderExcluir
  6. Tenho certeza que esses "te" que você fala se deve à regionalização do livro! Tem algumas cidades do Brasil q falam assim, sabe!! Parabens pela resenha, o livro Marcas Indeléveis é mesmo muito cheio de emoção. Bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá Mari!
    Talvez, quem sabe. Não tinha pensado nisso, obrigado pela observação. ;)

    ResponderExcluir
  8. Olá J.C.Hesse!
    Obrigado pelos elogios. ;)

    ResponderExcluir
  9. Olá parabéns pela resenha!

    Sincera e bem feita.

    Eu li Marcas Indeléveis e já sabia que se tratava de um tema real. O livro retrata a realidade de muitas mulheres em nosso país. Não é um romance do tipo conto de fadas, mas uma verdadeira lição de vida.

    abraços Fabi

    ResponderExcluir
  10. Olá Ahtange!
    Primeiramente obrigada pela visita! ;)
    E que bom que gostou, resenha feita de maneira sincera. E tenho certeza que seu objetivo foi alcançado, ao menos por mim. Pois o livro conseguiu me colocar em sua situação de total empatia.

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Seja Bem Vinda Tamires!
    Que bom que consegui despertar tantos sentimentos em vc. Haha
    Obrigada pelo elogio.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá Fabiana, obrigada pela visita!
    Obrigada. Realmente é um romance mais denso e pesado. Uma lição. ;)
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Ahtange Ferreira22/02/2013 00:26

    Ufa!! Finalmente alguém rss, é isso mesmo Mari, obrigada. Então Gih, é regionalismo mesmo, por ex. Eu não falo. - Você fez. Eu falo - Tu fizeste; Eu não pergunto - Como vai você? Eu pergunto - Como tu estás? É assim que falo e escrevo, no entanto tenho encontrado certa resistência a minha forma de escrita. Por conta disso já foi feito uma nova revisão, confesso que perdi quase que completamente meu estilo de escrita, a história em nada foi modificada, porém a ausência do "te" doeu bastante em mim, mais precisamos nos adequar, embora eu não concorde em suprimir a identidade do autor é preciso aceitar. Obrigada mais uma vez, esta foi uma das melhores resenhas que já li.

    ResponderExcluir
  14. Neiva Meriele23/02/2013 14:48

    Parabéns por sua resenha e pelo blog que é lindo. Li Marcas Indeléveis quando ainda nem tinha sido lançado, na época fiquei um pouco revoltada já que estava acostumada a romances doces e felizes, mas hoje analiso que é importante que a sociedade tenha esses temas abordados de forma mais branda como no livro da Ahtange.

    Logo o meu livro também será lançado pela Modo, A Hora da Verdade e espero que o seu blog também o resenhe. Beijinhos flor!

    ResponderExcluir