Resenha: Cilada

Autor(a): Harlan Coben
Editora: Sextante
Número de páginas: 272
Avaliação: ☆ ☆ ☆  
Ninguém Consegue Escapar Das Próprias Mentiras

Haley McWaid tem 17 anos. É aluna exemplar, disciplinada, ama esportes e sonha entrar para uma boa faculdade. Por isso, quando certa noite ela não volta para casa e três meses transcorrem sem que se tenha nenhuma notícia dela, todos na cidade começam a imaginar o pior. O assistente social Dan Mercer recebe um estranho telefonema de uma adolescente e vai a seu encontro. Ao chegar ao local, ele é surpreendido pela equipe de um programa de televisão, que o exibe em rede nacional como pedófilo. Inocentado por falta de provas, Dan é morto logo em seguida. Na junção dessas duas histórias está Wendy Tynes, a repórter que armou a cilada para Dan e que se torna a única testemunha de seu assassinato. Wendy sempre confiou apenas nos fatos, mas seu instinto lhe diz que Mercer talvez não fosse culpado. Agora ela precisa descobrir se desmascarou um criminoso ou causou a morte de um inocente. Nas investigações da morte de Dan e do desaparecimento de Haley, verdades inimagináveis são reveladas e a fragilidade de vidas aparentemente normais é posta à prova. Todos têm algo a esconder e os segredos se interligam e se completam em um elaborado mosaico de mistérios. Harlan Coben mais uma vez deixa o leitor sem ar. Cilada fala de culpa, luto e perdão em uma trama repleta de reviravoltas surpreendentes. Nada é o que parece e tudo pode ser desfeito até a última página.
Minha Opinião:

  Wendy Tynes é uma renomada repórter de um programa de TV onde expõe pedófilos, seu ultimo destaque foi Dan Mercer, o assistente social órfão. A acusação comprovou-se falsa, mais isto não impediu de arruinar a vida de Mercer. Em uma cilada Dan é assassinado, e a única testemunha deste crime é a repórter Wendy, que apesar de ter desmascarado Dan, hoje se pergunta se ele era realmente culpado ou somente uma vítima. Será que ela arruinou a vida de um inocente?
   Em paralelo, acompanhamos o desaparecimento de Haley McWaid, a adolescente exemplar de 17 anos, seu sumiço já completa 3 meses. Todos se compadecem da família McWaid, e em contrapartida, todos passaram a odiar Dan, vivo ou morto!
   Duas histórias aparentemente diferentes mas que estão ligadas de forma sucinta. No meio destes dois casos esta Wendy que em busca de respostas para suas indagações embarca em uma investigação por conta própria, mas que não sabia onde estava se metendo.
   Mais um livro do Harlan Coben lido! Veja a resenha do primeiro que eu li; Não Conte a Ninguém. Cilada se mostrou um livro intrigante e muito bem desenvolvido, ahh por favor é Harlan Coben! Adorei  livro, indico para quem gosta deste gênero de policial\suspense...
   Os personagens foram muito bem desenvolvimentos, cada um com suas características pessoais, cada pessoa com sua carga de sofrimento. Em Cilada não encontramos mocinhos ou vilões, somente encontramos pessoas reais passivos de erros e acertos. O livro fala de culpa, luto e perdão.
   O autor parece ser conhecido por sua grande genialidade de transformar tudo nas ultimas páginas, pensamos estar certos de algo, mas tudo pode mudar, e muda de maneira surpreendente, sem deixar pontas soltas encaixando tudo nos mínimos detalhes. É incrível poder acompanhar isto.
   Neste segundo livro que eu leio do autor, só quero deixar registrado algo; Não conte a Ninguém me fez devora-lo em um dia, em questão de horas. Já Cilada apesar de tudo, conseguiu me fazer me aprofundar e me deixou acompanhar tudo calmamente, sem grandes ansiedades. Só uma observação, um não desmerece o outro, os dois são muito bons. Doida para poder conferir outros livros do autor. ^^

Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. OMG! Surtei esses dias qdo vi este livro por 10$ no Submarino e não pude comprar! mimimimimi....

    Adorei sua resenha, tenho alguns livros dele aqui que quero ler em breve, tomara que essa promoção no Sub dure, quero muito ler este livro!

    bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Eu não li nada do Harlan Coben acredita?
    Eu fiquei com tanta vontade de ler esse livro desde que ele lançou porque sou fã de suspense/policial. Quero saber como todas essas histórias do livros estão interligadas e me surpreender!

    ResponderExcluir
  3. Tenho este livro na minha lista de leitura há quase um ano, mas não o li (o qualquer outro que está na minha estante) por causa de uma terrível ressaca literária depois da trilogia Millenniun que durou quase 6 meses. Apenas no final de Julho que eu consegui voltar a ler normalmente, e estou priorizando as séries inacabadas.
    Espero ler logo este livro, pois adoro romance policial e ainda não li nada do autor. Aproveitei a recente promoção do submarino pra comprar outros títulos dele que estavam a 9,90....

    ResponderExcluir
  4. Não li esse livro ainda, mas estou doida para ler ele e Não Conte a Ninguém, mas como a resenha de Não Conta à Ninguém me chamou mais atenção do que esse, então vou ver se consigo ele primeiro.
    Mas como eu adoro histórias com suspensee eu com certeza vou ler esse.

    ResponderExcluir
  5. Toda vez que tem uma promoção eu quase compro o livro, mas sempre deixo para depois. Acho que tenho que comprar logo, pois a curiosidade está alta por demais. Sem contar que não li nada do Harlan ainda =/

    ResponderExcluir
  6. Oi Gih!

    Meu querido Harlan. Eu adoro a narrativa do autor e já me disseram que esse é um dos melhores. Comprei faz pouco tempo e só fiquei mais ansiosa agora. Adoro como Coben consegue fazer o que quer com o leitor e a gente não suspeita de nada.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá Gíh!
    Ah Harlan Coben é meu autor favorito e "Cilada" é meu preferido! Adoro a forma como as coisas são desenvolvidas e resolvidas no final, super recomendo a série independente Myron Bolitar amo essa série! Tenho certeza que irá gostar!

    Beijos!
    lovesbooksandcupcakes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Já li Confie em Mim - Harlan Coben , gostei muito, apesar dele não ter fechado a história de alguns personagens, ficou muito em aberto. Mas a história foi muito boa e comovente.

    ResponderExcluir