Resenha Nacional - O Pássaro

Autor(a): Samanta Holtz
Editora: Novo Século 
(Novos Talentos da Literatura Brasileira)
Número de páginas: 480
Avaliação: ☆   ☆   ☆   ☆   
Skoob

Caroline Mondevieu é filha de um poderoso Barão e tem tudo o que uma dama da época poderia querer: status, riqueza e um ótimo partido para se casar. Seus sonhos, no entanto, vão muito além de vestidos caros ou um bom marido; ela quer ser dona do próprio destino. Sua vida muda completamente quando encontra Bernardo, um charmoso domador de cavalos que parece ter o dom de irritá-la. Eles não conseguem se entender até quando percebem que, para alcançar o sonho em comum da liberdade, terão que passar por cima das suas diferenças e se unirem num arriscado plano que promete transformar suas vidas para sempre. Grandes emoções os aguardam em sua jornada; perseguição, mistérios, ciganos e o despertar de um sentimento que insiste em se manter escondido. Mas o que parece tão simples envolve muito mais magia e coincidências que eles podem imaginar, além da descoberta de segredos, até então, muito bem guardados. Uma história romântica e surpreendente que irá prender sua atenção desde a primeira página. Você está preparado? 



Minha Opinião:

  A leitura do exemplar foi realizada através do book-tour que a própria autora disponibilizou. Não sabia bem o que esperar de O Pássaro, e talvez isto tenha sido uma boa pedida. Pois a leitura me surpreendeu.
   O Pássaro é um romance de época que vai muito além de vestidos e alta sociedade, pois há um “peso” emocional no enredo. Não, não é exatamente uma dama amando loucamente, e sim um desejo imenso de liberdade!
  Na Europa do século XIII vive Caroline Mondevieu  uma jovem de 17 anos, filha do poderoso e cruel Barão Enézio Mondevieu. Esta sendo uma moça nada tradicional para sua época, aqual mulheres eram submissas, suas vidas eram traçadas por seus pais, a felicidade pouco importava, o que valia era o bom negocio realizado entre famílias através de casamentos.

“Quanto à tristeza cresce dentro da gente, ela precisa sair. Senão, não sobra espaço para a felicidade.”

   Caroline além de não concordar com esta submissão, também se preocupa com a diferença das classes sociais. Pois quem foi o louco que determinou que ela deveria viver em uma grande castelo e seus empregados em pequenos casebres? Apesar de todos esses pontos o que Caroline mais deseja é a sua liberdade. A liberdade de viver, de dizer o que pensa, de mandar em si mesma, de poder ser feliz! Enfim a eterna liberdade!
  Em sua propriedade há Bernardo o filho do domador de cavalos, este sendo impulsivo e teimoso, e indignado com as diferenças do mundo. Ele e Caroline têm o gênio forte o que os leva a diversas discussões. Porem por traz deste comportamento explosivo de ambos existe o desejo incansável de liberdade, o que leva a certa união e o nascimento de um grande amor.

“...Não deixe passar o momento de ser feliz, porque ele pode nunca mais voltar.”

   O livro não se passa somente neste enredo, por traz de toda essa trama há pequenos detalhes que acabam formando uma história coadjuvante, todas se unindo no final, enriquecendo a história.
   Apesar de ser uma história de época, os diálogos não são de uma formalidade forçada o que facilita a leitura. Aqui você encontra somente “Senhor”, “Barão” e “Milady”.
   Gostei muito do livro, o desenvolvimento da história. O final é surpreendente, chorei demais!

Comentem Muiito *-* 
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Oie, Giih.
    Menina,ia participar desse book tour, mas ganhei o meu próprio Pássaro, ainda não li estou com dois livros na frente, mas estou muito ansiosa, lendo tua resenha pelo jeito terei que ler com um lenço do lado, pois sou chorona rsrs
    Bjs
    http://mahzinhasantana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gi :)

    Em primeiro lugar, quero dizer que estou muito feliz que você tenha gostado do livro e agradecer por suas lindas palavras sobre ele! Como autora, sinto-me lisonjeada com suas impressões sobre a história ^^

    Gostei muito dos pontos que levantou, especialmente sobre a linguagem utilizada. Realmente, eu fugi da "linguagem erudita" porque acho que isso torna a leitura cansativa (como diz minha irmã: "livros que a gente lê com dicionário do lado" kkkkkkk). Em vez disso, mantive apenas a formalidade nas conversas, para, também, ser adequado à época ^^


    Querida... novamente, MUITO OBRIGADA por sua participação no Booktour e pela resenha linda!

    Um super beijo!!

    Samanta Holtz
    autora de O Pássaro
    www.samantaholtz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Marília Silva de Morais18/06/2012 05:50

    Amiga! Que resenha maravilhosa! Mais um belo livro que vai para a minha lista de desejados!
    Parabéns pela resenha! Amei!!

    Beijinhos
    Marry
    http://www.asaventurasdeumabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir