Resenha - A Casa das Orquídeas


Autor(a): Lucinda Riley
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 560
Avaliação: ☆ ☆ ☆ ☆ 

“Toda Casa tem seus Segredos e todo amor seu preço.”


Quando criança, a pianista Júlia Forrester passava seu tempo na estufa da propriedade de Wharton Park, onde flores exóticas cultivadas pelo seu avô nasciam e morriam com as estações. Agora, recuperando-se de uma tragédia na família, ela busca mais uma vez o conforto de Wharton Park, recém-herdada por Kit Crawford, um homem carismático que também tem uma história triste. No entanto, quando um antigo diário é encontrado durante uma reforma, os dois procuram a avó de Júlia para descobrirem a verdade sobre o romance que destruiu o futuro de Wharton Park... E, assim, Júlia é levada de volta no tempo, para o mundo de Olívia e Harry Crawford, um jovem casal separado cruelmente pela Segunda Guerra Mundial, cujo frágil casamento estava destinado a afetar a felicidade de muitas gerações, inclusive da de Júlia.



Minha Opinião:

Ganhei o livro em uma promoção do Livros & Bolinhos \o/ Fiquei muito feliz *-*
Já faz um tempo que não leio algo tão complexo e muito bem escrito quando A Casa das Orquídeas. A autora soube dosar muito bem as doses de presente e passado, unindo ambos perfeitamente.
Julia Forrester está vivendo o pior momento de sua vida, recentemente ela teve a infelicidade de perder o marido e o filho de três anos em um acidente de carro. Uma situação que colocaria qualquer ser humano no poço. Julia abriu mãe de viver e hoje segue sua vida simplesmente seguindo, em um total sofrimento.

“A morte é tão natural quando o nascimento, parte do ciclo infinito de alegria e dor para os humanos. Virá para nós todos e nossa incapacidade de aceitar nossa própria mortalidade e a daqueles que amamos também faz parte da condição humana.”

É neste momento de luto que ela reencontra Kit Crawford, Kit era um simpático garoto que ela conheceu na propriedade de Wharton Park. O mesmo se transformou em um homem muito bonito, charmoso e atencioso. E Julia se vê em uma confusão de sentimentos.
Wharton Park uma propriedade que está a gerações na família dos Crawford. Uma linda mansão que permeia a vida de muitas pessoas. Quando criança Julia ia visitar seu avô que era jardineiro na propriedade. E kit hoje, nada mais é que o herdeiro de Wharton Park.

“Eu aprendi que as crianças são as peças de construção da raça humana. Se elas forem tortas, a próxima geração será torta também.”

Um diário é encontrado e com ele segredos a serem revelados. Memorias de um sobrevivente da segunda guerra mundial, um amor proibido é revelado.
Em 1939 começa a história de Olivia e Harry Crawford, um casamento gerado apenas com o objetivo de gerar herdeiros em prol de Wharton Park. A guerra iminente separa o jovem casal por Quatro longos anos. O futuro é todo comprometido, será que o amor realmente supera tudo?
O livro é contado em terceira-pessoa, e intercala o presente a vida de Julia, e o passado contando a história de Harry e Olivia. A autora soube intercalar ambos muito bem, a história é muito bem escrita e em nenhum momento é confuso. São duas histórias independentes que se unem formando uma só. É maravilhoso.

“Era como comparar um diamante bruto com uma safira polida e bem lapidada. Ainda assim, os dois tinham um charme único.”

Além da belíssima história de amor, amizade, paixão, rancor, magoa e perda, em como aceitar o passado, e como nossas atitudes influenciam o futuro. O livro possui muitas frases marcantes e de ensinamento. A narrativa de Lucinda é fluente, e apesar de ser um grande livro (560 páginas) acredite nenhuma dessas poderia ser dispensada, pois todos os fatos contados são importantes para a trama.

“Tudo o que temos é este instante”

Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Laira Tomaz13/09/2012 17:56

     Parabéns pela resenha, Gíih. Muito boa. Todas as resenhas que tenho lido sobre A Casa das Orquídeas tem sido muito positivas. Apesar de ter o livro, ainda não o li ;x Espero iniciar a leitura em breve.

    Beijos,

    http://ilusoesnoturnas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Laira!
    Muito Obrigada por sua visita, e pelos elogios *-*A Casa das Orquídeas é um livro maravilhoso, porem é o tipo de leitura que devemos ler quando estivermos no clima, entende?Espero que goste.Bjus

    ResponderExcluir
  3. Tu acredita que ainda não li esse livro??? Deixo passar um booommm tempo depois leio então.
    Li algumas resenhas muito boas do livro, a sua é mais uma delas.

    ResponderExcluir
  4. É um livro que temos que estar no clima, entende.
    Espero que goste.
    E obrigada ;)

    ResponderExcluir