Resenha - Belo Desastre

Autor(a): Jamie McGuire
Editora: Verus
Número de páginas: 389
Avaliação: ☆ ☆ ☆ ☆ ☆ 


A nova Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento de Travis pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura.


Minha Opinião:

  Me surpreendi com o livro, já tinha ouvido muitas criticas positivas sobre ele, mas só fui lê-lo essa semana e quis socar minha cara por não ter lido antes! kkkkkkkkk'  
Li ou melhor, devorei Belo Desastre em dois dias e adorei demais esse livro gente! *o*
  Belo Desastre não é aquele romance clichê, mocinhas bobas e fantasias, romances melosos e perfeitinhos passam longe desta narrativa, aqui as coisas são muito mais intensas e porque não dizer, mais reais?! E outro detalhe, apesar da mistura de sentimentos que a gente sente lendo Belo Desastre, aqui é 8 ou 80 garanto que você não vai ficar em cima do muro em relação a esse livro, ou você vai amar (como eu *-*) ou vai detestar, é assim mesmo que vai funcionar no fim das contas. :D

  O livro é narrado por Abby Abernathy, uma jovem de 18 anos, que junto com América - sua melhor amiga - partiu do Kansas para tentar fugir de antigos e dolorosos problemas. Logo nos primeiros capítulos notamos que Abby esconde algo misterioso envolvendo seu passado, motivo que fez ela fugir de onde morava e ir tentar um recomeço em outro lugar, mas precisamente na Universidade Eastern. 
Logo na primeira vez em que Abby vai conhecer o submundo da Eastern onde acontecem violentas lutas, em meio à gritos, violência, suor, apostas e dinheiro que Abby conhece Travis "cachorro louco" Maddox.
  No começo do livro achei que a Abby fazia mais o tipo mocinha bobinha que se apaixona pelo bad boy, mas me enganei, a personagem é determinada, de personalidade forte e mesmo tendo fugido de algo em seu passado, é uma garota muito corajosa, e que possui uma fraqueza: Travis Maddox.
Travis é O Cara da faculdade. Lindo, "famoso", tatuado, com uma tanquinho que deixa as garotas enlouquecidas por ele, faz exatamente o estilo bad boy. É um cara complicado que fuma, bebe, ganha dinheiro fácil e todo dia pega uma garota (ou duas... cof cof) diferente que não se importam em ser usadas por ele e sem falar no temperamento difícil e explosivo dele que assusta as pessoas que realmente não o conhece.
  Mas Abby a principio, é totalmente imune ao charme de Travis principalmente por ele lembrar a vida que ela deixou para trás quando fugiu do Kansas, mas ele definitivamente não é o tipo de pessoa que desiste quando quer alguma coisa ou alguém.
Adoro os momentos que eles passam juntos desde quando eles se veem pela primeira vez, e como essa relação vai se desenvolvendo com o tempo, eles insistem em dizer que são apenas "melhores amigos" escondendo o que realmente sentem um pelo outro. Nós, leitores somos completamente hipnotizados pela tensão, pelo clima que os envolve e pela forma de como essa amizade e é claro o belo e complicado romance vai evoluindo.
  No decorrer da narrativa os segredos dos personagens vão sendo - aos poucos - revelados e compreendidos. Travis e Abby finalmente decidem parar de negar o óbvio e começam a viver um intenso romance. O relacionamento pega fogo - em vários sentidos - eles precisam aprender a lidar com os segredos, os sentimentos que vão ficando cada vez mais inegável e intenso, as personalidades fortíssimas de ambos e com a terrível insegurança presente no namoro deles.
  Travis é inseguro, instável, temperamental, mandão e possessivo ele oscila entre ser doce ( e fofo... gente, o que é ele cantando pro seu Beija Flor no refeitório? *o*) e perigosamente bruto, ele sem dúvida é o personagem 'problemático' do livro. Desde que ele admitiu que ama Abby e ela é a mulher de sua vida ele quer mantê-la ao seu lado de qualquer jeito, não suporta nenhum outro homem perto dela e demonstra seu amor de formas bem... polêmicas - digamos assim - sua forma de fugir dos problemas é enchendo a cara e fazendo besteiras, podemos dizer que Travis é o que mais precisa ser cuidado.             
  Nesses momentos você vai lendo e fica e querendo matar o Travis e algumas vezes a Abby também, ela completamente apaixonada e envolvida aceita as atitudes brutas e impulsivas dele (e são muitas viu!), ninguém pode ir contra Travis senão ele se transforma em uma mistura de força e fúria. Apesar de o Travis tratar e proteger Abby como um cristal chega a ser um pouco perturbador essa carência e possessão que faz parte dele. O relacionamento é - em muitos momentos - conturbado, a instabilidade deles quase faz do romance um desastre sem fim.
  Mesmo com as brigas, separações e temperamentos explosivos a dependência que um sente pelo outro fica claríssima na narrativa.


“No momento em que nos conhecemos, algo dentro de nós dois mudou e, o que quer que tenha sido, fez com que precisássemos um do outro. Por motivos que eu não conhecia, eu era a exceção na vida dele, e, por mais que eu tentasse lutar contra os meus sentimentos, ele era a minha.”

  Em relação ao drama - que é muito presente - no decorrer da narrativa, algumas pessoas podem ver isso como um ponto negativo, na minha percepção, essas situações super complicadas e dramáticas que ambos enfrentam foi um ponto positivo pois deixou o livro muito mais real, chega um momento em que as personalidades dos personagens toma total posse da narrativa e você se vê tão presa, hipnotizada e envolvida por eles, que os sentimentos chegam a ser palpáveis. 
  Ah, outro ponto super positivo, são os outros personagens do livro. Shepley e América primo e melhor amiga de Travis e Abby respectivamente, deixa tudo mais bacana, Shep e Mare que são namorados e  os melhores amigos do nosso casal logo enxergam no que vai dá o romance de Maddox e Abbs antes mesmo dele começar e sempre estão presentes nos momentos mais tensos e nas situações mais complicadas enfrentadas pelos seus amigos.

“Vocês são como um maldito tornado! Quando estão felizes, é tudo paz, amor e borboletas. Quando estão bravos, derrubam a droga do mundo inteiro junto com vocês!” - Sheplay.

“Você está tentando salvar o Travis, e ele espera que você consiga.Vocês dois são um desastre.”
             
  E tem o Finch que também é um ótimo amigo das meninas principalmente, sempre que precisam elas podem contar com ele. Simplesmente adorei os personagens, cada um com sua personalidade te cativa sem esforço. Adorei mesmo.
O livro é intenso e apaixonante. E o final da história? Gente, o final é PERFEITO, não mudaria nenhuma vírgula. ;D
  E outra coisa, quem leu tenho certeza que vai concordar. O titulo Belo Desastre é definitivamente apropriado para o livro, se encaixa perfeitamente. A autora também soube dosar tudo de maneira certa, as cenas de violência, sexo, as brigas enfim, McGuire soube deixar a leitura no ponto certo, sem exagerar em nada.
Bem, no geral, cada um tem que tirar suas próprias conclusões, porque esse é o tipo de livro que vai despertar diferentes sentimentos e sensações no decorrer da leitura.  É como eu disse no começo da resenha, ou você vai amar ou vai odiar Belo Desastre.


E você? Vai ler? Já leu? Me contem tudo. ;D

Um xero:*

Lívia (:





Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Definitivamente, eu AMEI Belo Desastre....rsrsrs
    Me encantei com cada página, e quando ele terminou, fiquei triste, queria mais...rsrsrs
    E, misericordia, o Travis é LINDO!!! Demais... rsrsrs


    Bjs.
    http://www.ilusoesescritas.com/

    ResponderExcluir
  2. Fran Borges25/10/2012 16:09

    Oi Lívia, adorei a resenha. Já estou com ele em minha lista, mas baixei em e-book e acho que por isso estou enrrolando um pouco para ler, mas fiquei mais animada com sua resenha. Também fiquei feliz em saber que a personagem principal não é nenhuma bobinha chata, estou fugindo dessas. Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Após esta maravilhosa resenha da Lívia Belo Desastre é leitura obrigatória. Haha.
    Oi Fran!
    Muito obrigado por prestigiar a resenha da fofa da Lívia e pela visitinha aqui no blog ;)
    Bjã0

    ResponderExcluir
  4. Helanaohara25/10/2012 22:01

    Depois de ler sua resenha me pergunto "porque ainda não li esse livro?" curiosidade cruel

    ResponderExcluir
  5. Que bom que gostou querida (: fico feliz *-----*
    Leia, tenho certeza que você vai adorar *o*

    Beeeijos2'
    http://literarioecultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. eeei meninas, obrigado *-*
    Leiam leiam leiam *o* haha'


    Beeeijos2'

    ResponderExcluir