Resenha - O Melhor de Mim


Autor(a): Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 272
Avaliação: ☆ ☆ ☆ 

Na primavera de 1984, os estudantes Amanda Collier e Dawson Cole se apaixonaram perdidamente. Embora vivessem em mundos muito diferentes, o amor que sentiam um pelo outro parecia forte o bastante para desafiar todas as convenções de Oriental, a pequena cidade em que moravam. Nascido em uma família de criminosos, o solitário Dawson acreditava que seu sentimento por Amanda lhe daria a força necessária para fugir do destino sombrio que parecia traçado para ele. Ela, uma garota bonita e de família tradicional, que sonhava entrar para uma universidade de renome, via no namorado um porto seguro para toda a sua paixão e seu espírito livre. Infelizmente, quando o verão do último ano de escola chegou ao fim, a realidade os separou de maneira cruel e implacável. Vinte e cinco anos depois, eles estão de volta a Oriental para o velório de Tuck Hostetler, o homem que um dia abrigou Dawson, acobertou o namoro do casal e acabou se tornando o melhor amigo dos dois. Seguindo as instruções de cartas deixadas por Tuck, o casal redescobrirá sentimentos sufocados há décadas. Após tanto tempo afastados, Amanda e Dawson irão perceber que não tiveram a vida que esperavam e que nunca conseguiram esquecer o primeiro amor. Um único fim de semana juntos e talvez seus destinos mudem para sempre. Num romance envolvente, Nicholas Sparks mostra toda a sua habilidade de contador de histórias e reafirma que o amor é a força mais poderosa do Universo - e que, quando duas pessoas se amam, nem a distância nem o tempo podem separá-las.


Minha Opinião:


   O Melhor de Mim é puramente Sparks do começo ao fim, regado a um romance cheio de drama como todos conhecem tão bem. Não tinha expectativas ao ler o livro, e o mesmo se mostrou surpreendente. O final é o que Sparks sempre consegue fazer comigo, sempre termino um livro do autor refletindo se gostei ou não. É isso o que o autor sempre provoca em mim. No fim, apesar de chocada, compreendi a proposta do autor.


"Quando o verão acabou, ele já sabia que estava apaixonado e, quando o ar ficou mais fresco e as folhas de outono começaram a cobrir o chão de vermelho e amarelo, não tinha dúvidas de que queria passar o resto da vida com Amanda, por mais louco que isso parecesse (...) Com Amanda, era fácil para Dawson ser ele mesmo. Pela primeira vez na vida, ele se sentia feliz. "

 
   Dawson Cole e Amanda Collier se apaixonaram e viveram um namoro regado a amor, compreensão, paixão, simplicidade e cumplicidade. Tudo seria perfeito se não fossem as diferenças que cercavam suas famílias. Ele vinha de uma família de criminosos, violentos. Ela possuía status, dinheiro, tradição. As diferenças enfim consegue separa-los.
   Dawson decide seguir sua vida como um homem solitário, com passado obscuro, em outra cidade. Seu coração será sempre de Amanda seu primeiro e único amor. Amanda segue a vida como toda mulher procura seguir, hoje é casada, mãe de três filhos, diz-se feliz, mas como seria sua vida de ainda estivesse com Dawson, seu grande amor?
   A Vida é imprevisível e ambos se encontram frente a frente após 20 anos de separação. Será possível, deixar de lado o amor de adolescência e torna-se apenas amigos? O Desejo de Dawson é recuperar o tempo perdido, mas Amanda é uma mulher casada, mãe e não mas a jovem determinada que um dia fora. O que o autor nos reserva para este lindo romance?

"(…)Porque você não é só alguém que amei no passado. Você era minha melhor amiga, a melhor parte de quem eu sou, e não consigo me imaginar desistindo disso outra vez. – Ele hesitou, buscando as palavras certas. – Eu lhe dei o melhor de mim e, depois que você foi embora, nada jamais voltou a se o mesmo." 

   Como já disse o estilo do autor transborda pelas páginas do livro, muito drama, mas devo ressaltar, o livro é muito bom. A história possui uma boa dose de ação por conta da família problemática de Dawson. Possui um leve suspense sobrenatural, que dá um toque na história. A História também nós trata de doenças, alcoolismo e violência. E como já é de praxe soltamos grandes lagrimas com este enredo emocionante.
Curte Sparks? Leia! Ficou curioso? Leia! ;)
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Olá Gih, aqui é a Nathália do blog LivroTerapias só estou entrando em contato porque você recebeu um selinho no blog, depois passe lá para pegar ele :)
    http://livroterapias.blogspot.com.br/2012/11/selinho-2.html

    ResponderExcluir
  2. Helanaohara28/11/2012 21:08

    Não li esse livro. Me julgue! Não gosto de Nicholas Sparks, não é novidade.

    Não duvido que tenha muito drama como tu falou no final da resenha.

    ResponderExcluir
  3. Fran Borges29/11/2012 15:27

    Oi Gih, adorei a resenha. Acho que ressaltou os pontos certos para criar aquela curiosidade no leitor. Parece bem interessante a história, apesar de não gostar muito de drama, achei bem envolvente o enredo.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Aii eu tenho uma relação de amor e ódio pelo Nicholas Sparks, as vezes leio os livros dele sem muita expectativa por já saber mais ou menos que tipo de história é, mas o autor é ótimo então vale a pensa (:
    Fiquei empolgada pra ler esse livro agora *-*
    Ótima resenha Gíih (:
    Beijos2'

    ResponderExcluir